Ao extremo, é assim mesmo…

Nestes dias que estive em viagem pelo norte, não perdi a oportunidade de degustar alguma coisa boa e também não tão boa!!!
A coisa boa, foi um vinho feito pelo Francis Coppola um Diamond Collection, Petite Sirah 2007. Abri este vinho num restaurante chamado "Napa Valley" numa segunda-feira a noite. A carta de vinhos deste restaurante é bem interessante porque tem uma ampla variedade e a maioria como diz o nome é diretamente de Napa Valley. O vinho estava bem marcante e pedia um acompanhamento, carne! Posso dizer que estava bem estruturado e elegante, penso que é um vinho que vale a pena experimentar. Como registro tanto na boca como no nariz trouxe notas de especiarias e torrado. Como experimento, guardei um pouco do vinho para degusta-lo nos dias seguintes. Provei-o de segunda a quarta-feira. Posso compartilhar com vocês que o vinho não morreu, cada dia que passava percebi a intensidade das notas de torrado e rosas vermelhas.



No outro extremo, neste caso a minha decepção foi um Beringer 2009 White Zinfandel. Neste caso como fala o nome, era para ser Branco e chegou à mesa Rose! A valentia me cegou e decidí prová-lo assim mesmo, na verdade temos que degustar para aprender! A lição foi aprendida . Se pedir um vinho branco que seja branco se pedir um vinho tinto que seja tinto e assim por diante. Este vinho é uma farsa total, não era branco, não era seco, não tinha nada a ver com um Zinfandel Californiano… Para variar hora  seguinte chegou a tão odiada dor de cabeça. É maia, não era sõ minha foi coletiva, porque como sabem o vinho é para ser compartilhado com os amigos.



Na metade da viagem o Evandro me comentou que os vinhos Pinot Noir de Norte América estão em alta, então não podia deixar de degustar um. Neste caso selecionei um Angeline 2009 Pinot Noir Reserve. Este vinho seria meu aliado diário, porque é tudo o que espero de um vinho. Se fosse baralho estaríamos falando do Coringa! Na verdade eu sou meio suspeito para falar de um vinho feito de Pinot Noir, porque sempre são meus preferidos. Avaliando ele percebi que tem mais corpo que os Pinot?s Noir Franceses, na verdade posso descrevê-lo mais carnudo e até aveludado.

Acompanhe-nos no blog, facebook ou no twitter @confraria2panas

tin-tin

Edição: Evandro Silva / Francisco Stredel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.