Vou comprar uma adega, mas qual? (Dia dos Pais 2017)

Seguindo o mesmo roteiro de 2010 e 2014, onde fizemos um post dedicado para quem queria comprar uma adega. Resolvemos atualiza-lo com as adegas disponíveis no mercado.

Antes de listar as opções, vamos aqui repetir algumas dicas na hora de comprar uma adega e que certamente deixará qualquer papai feliz:

1 – Aquela promoção de vinhos
Quando for comprar uma adega, pense se você já se pegou tentado a comprar mais de uma garrafa em alguma promoção de vinhos, isso é um fator que pode determinar o tamanho da sua adega.

2 – Faço parte de uma confraria de vinhos, onde recebo mensalmente rótulos em casa
Este é outro ponto importante para se definir o tamanho da sua adega, pois nem sempre tomamos logo os vinhos que recebemos.

3 – Gosto de receber amigos com vinhos ou guardar alguns para datas especiais
Este é outro dilema, que vinhos devo beber já e quais devo guardar? Numa festa quantos vinhos devo servir? Agora imagine ter um espaço pequeno para armazenar estas dúvidas.

4 – Pensando no tamanho da adega
Compre a maior que puder! Pode até parecer loucura, mas por experiência própria e de vários amigos, ter uma adega pequena só vai te trazer um problema futuro: para quem vender?
Vá pela maior opção que caiba no seu bolso, por exemplo indicaria no mínimo uma de 30 garrafas.

5 – Vale a pena uma adega Dual Zone?
Alguns produtores de adega dizem: “a temperatura ideal para os seus diferentes vinhos”. Mas realmente compensa? A resposta é não. Para se servir um vinho em diferentes temperaturas, basta por exemplo levar à geladeira e/ou um balde com gelo antes de servir. Outro ponto importante é que se perde espaço, com o mesmo tamanho de adega poderia caber mais vinhos.

6 – Adega termoelétricas e de compressor, qual devo comprar?
No mercado existem dois modelos: as termoelétricas e as com compressor à gás.
Opinião: Opte pela segunda, as que são com compressor. Mas o que é uma adega com compressor à gás? Simplificando, são adegas que tem um motor compressor igual ao de geladeira na parte traseira. Mas o que as difere da geladeira? É que neste motor existe um amortecedor para que não vibre e um termostato para controlar a temperatura que gira mais alta que a da geladeira. Pois bem, se esta tecnologia é usada à anos pelas geladeiras e sempre deu certo, por que mudar?
Já as termoelétricas, vamos usar uma explicação mais técnica que encontramos na internet:
“O que acontece é que ela para conseguir resfriar o vinho, utiliza-se de 2 placas de cerâmica onde estão dispostos elementos semicontudores, formados por uma junção PN (positivo/negativo), como um diodo, mas que atravessados por uma corrente elétrica, um lado absorve calor transferindo para o outro. Se inverter o sentido da corrente elétrica, inverte os lados que absorve e emite. Também conhecidos como bomba de calor.”
Pode parecer bonito tudo isso, mas infelizmente é uma tecnologia que dá problema. Não tenho um amigo ou conhecido que eu sabia que comprou uma adega termoelétrica e não teve problema. Geralmente elas deixão de gelar adequadamente. Eu somente aconselharia a ter uma dessas de no maximo 6 garrafas para colocar no escritório, mas reze e tenha fé para que ela não te deixe na mão. Não quer ter dor de cabeça? Compre uma com compressor!

Agora que já falamos de tamanho e tipo, vamos aos novos modelos disponíveis no mercado nacional:

Art Des Caves – Sommelier 90

Brastemp – Dual Zone Gourmand 31 Garrafas BZB31 A única desta lista com a opção dual zone, pois a Brastemp só tem esta opção no site.

Electrolux – 24 Garrafas INOX (ACS24)

Electrolux – 34 Garrafas (ACS34)

Métier – Premium 60

Philco – PH52G

Suggar – Toulouse 28 Garrafas Inox AD2711IX

VENAX – PiuBella 100 L

adega_art

Alguns lembretes:

a – Vale lembrar que existem fabricantes que fazem os dois modelos de adega (compressor e termoelétricas);

b – A lista de adegas acima foi uma simples pesquisa dos modelos disponíveis, não foi levado em conta a qualidade de cada uma;

c – Não se engane com descrições como estas abaixo:
“Eletronic System: sistema eletrônico de resfriamento, que torna adega muito mais silenciosa e sem vibrações, pois não utiliza compressor e evita que o vinho perca suas propriedades.”
É mentira! As adegas com compressor são providas de um amortecedor que tem a função de evitar vibrações, é verdade, algumas acontecem mas nada que vá prejudicar as propriedades do vinho.

d – Todas as informações divulgadas são de responsabilidade do fabricante/fornecedor.

Vale lembrar que podem existir outros modelos no mercado, o importante é seguir as dicas acima e buscar uma marca de sua confiança.

Viaje, aproveite a vida e seja feliz!

Fotos/Publicado por: Evandro Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s