Diário de Bordo Bordeaux 9º dia – 6 homens e um segredo

Chegou o dia de partir!
Após 8 dias de muita aventura, pois percorremos quase 1600km na região de Bordeaux e Cognac. Foram muitos, mas muitos litros de vinho, um saldo de 57 garrafas, 42,75 litros no total e 7,12 litros por pessoa.
Ganhamos conhecimento e alguns quilos também!
Uma viagem que vai ficar para a história de cada um, teremos muito o que rir e comentar por muito tempo.

Bordeaux_hodometro


Como disse no começo, chegou a hora de partir e parte do grupo seguiu rumo a São Paulo.

Sabíamos que a volta não seria fácil, pois teríamos somente 3h para troca de aeroporto e vôo.
Saímos bem cedo, por volta das 4h00 da manhã e percorremos quase 50km de estrada até o aeroporto de Bordeaux.
Chegando lá, foi tudo muito fácil e simples. Deixamos o veículo estacionado, largamos a chave numa caixinha da locadora e fizemos o check-in em um dos terminais. Depois despachamos a mala, teve gente que fez o tax-free ali mesmo e seguimos rumo a Paris no vôo das 6h20.

Era de conhecimento que tínhamos pouco tempo para conseguir sair do aeroporto de Orly e ir para o aeroporto Charles de Gaulle. São mais de 42km entre os dois aeroportos. Pelos nossos cálculos chegaríamos por volta das 7h30, pegaríamos as malas e sairíamos até as 8h00 rumo ao Charles de Gaulle de táxi, pois o ônibus da Air France que faz este trajeto demora e corre o risco de você não subir no primeiro que chegar.
Por fim, deu tudo certo. Pegamos o táxi as 8h00 e seguimos nosso trajeto. Pedi ao taxista que tentasse chegar antes das 9h00 pois o nosso check-in era até as 9h30. Dependeria do trânsito e foi o que ocorreu. Logo após 5km do aeroporto de Orly pegamos um congestionamento grande por conta de um acidente. O tempo passava, o prazo perto de acabar e nós no caos do trânsito. Contamos, 20, 15, 10, 5 minutos para as 9h00 e nós bem perto do aeroporto mas parados no trânsito. A vontade que tínhamos era de descer ali e ir a pé, mas como? Com as malas que trazíamos era impossível.
Chegamos, 9h10 da manhã no aeroporto Charles de Gaulle. Foi uma correria só, procura check-in da Air France, procura atendente porque o check-in não estava mais disponível no terminal, entrega as malas e tudo isso em menos de 30 minutos. Sem contar que tínhamos somente um de nós com assento confirmado, o segundo só confirmaram na hora de deixar as malas.
No meu caso tive que partir para o embarque sem assento confirmado e a esperança de subir no avião.

No próximo episódio, a continuação desta aventura…

Bordeaux_malas


E qual o segredo de Bordeaux?

Vá, conheça e se encante!

Santé

Edição: Evandro Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s