Diário de Bordo Itália 5o dia – Vinitaly terceiro dia

Nosso terceiro dia de feira começou mais cedo. Por conta do transito e dos problemas com estacionamento era necessário. Hoje por ser sábado a feira estava lotada. Muito congestionado para entrar, mas quem tinha seu ingresso podia faze-lo sem filas.
O objetivo hoje era percorrer alguns outros pavilhões e ainda visitar aquele que não conseguimos na Toscana. Faço até uma comparação, nunca fui a Disney, mas aqui certamente deve se a Disneylândia dos vinhos italianos, é uma imensidão de feira para produtores de um só país. sinceramente, acredito que os 5 dias de feira não são suficientes para ver tudo. Aqui você tem que vir com um objetivo traçado do que quer ver e claro provar.

Começamos o dia percorrendo os pavilhões de algumas regiões, até o meio dia, quando tínhamos uma apresentação de vinhos com nada menos que Leonardo Marchesi de’Frescobaldi, presidente do grupo.



Leonardo Marchesi de’Frescobaldi, "Toscana não é só Sangiovese"

Ele falou sobre os vinhos da linha Mormoreto 2004 e 2008. Também nesta apresentação foram mostrados os vinhos Chatâu Palmer Margaux 2008 e o americano Dominus 2007 do Napa Valley.

Após sairmos desta apresentação participamos de mais algumas apresentações de Brunellos, algo de Pinot Grigio, Vermentino e outras castas que agora não lembro o nome, mas adiante em outro post falaremos com mais detalhes sobre alguns vinhos.
Aliás nunca provei tanto Brunello Riserva na minha vida, desde os mais "simples’ aos mais sofisticados.

Dentre os vinhos que provei na parte da tarde, faço uma menção com honras ao Vin Santo da Marchesi Gondi, o Cardinal de Retz Rufina Riserva 2002. Na minha opinião é um dos melhores que já provei. Produzido com 100% Trebianno e passa 6 anos em barricas pequenas. 


Tem um doce que não o torna enjoativo, um volume alcoólico de 15% e que não é percebível nem no nariz, como tão pouco na boca. E para ficar melhor provamos com um cantucci (um biscoito italiano doce).

Depois fomos fazer o Vinitaly Tasting, uma degustação de vinhos à vontade para alguns tipos de ingresso do evento.

Com não podíamos deixar de dar mais uma passada no Sr.Piero Palmucci e provar mais um pouco do Poggio di Sotto Brunello di Montalcino Riserva.

Ainda encontramos um vinho que segundo informação que obtivemos na feira, foi uma sensação entre os críticos italianos de vinhos, o Logo Novo Montalcino 2009, um toscana IGT produzido pela Azienda Agricola Logonovo. Como afirmou o produtor, Marco Keller ele apesar de estar em Montalcino não quer fazer Brunellos, etão procurou fazer este vinho com 5 castas Merlot, Sangiovese, Petit Verdot, Syrah e Sagrantino.
Há quem conheça a uva sagrantino que afirme que ela é bem notável no vinho. Um vinho bem diferente e bom!

Por fim tínhamos uma degustação top de Amaroni, mas infelizmente não conseguímos chegar a tempo.



Evandro Silva e Emilio Santoro na Marchesi de’Frescobaldi 

Bom, este foi o nosso terceiro dia de Vinitaly.

Termino este post com uma foto do por do Sol em Bardolino (Lago di Garda).

Acompanhe-nos no blog, facebook ou no twitter @confraria2panas.

tin-tin

Edição: Evandro Silva / Francisco Stredel

2 comentários sobre “Diário de Bordo Itália 5o dia – Vinitaly terceiro dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.