Temperatura é tudo!

No momento do serviço a temperatura é um dos últimos fatores que pode valorizar um vinho a ponto de te surpreender ou porque não, de mandar por água abaixo suas expectativas com relação aquela garrafa. Em teoria deveríamos servir os vinhos nestas temperaturas:

– Espumantes: 4-7C
– Brancos Secos: 6-8C (Penedes, Albariño, Souvignon da Alsacia) ou 9-11C (Bourgogne, Chardonnay, Graves, Rioja)
– Branco Licorosos: 11-13C (Sauternes, Cosecha Tardia)
– Roses: 6-8C
– Tintos: 10-12C (Loira, Côtes-du-rhône), 14-15C (Burdeos, Rioja), 16-17C (Bourgogne), 17-18C (Grands Crus, Côtes-Rôtie, Ribera del Duero)
– Especiais: 9-11C (Jerez) 15-18C (Portos)

Porém, na maioria das vezes não deixamos o vinho na temperatura certa. Espumantes quentes, vinhos tintos resfriados demais ou vinhos brancos quentes. É claro que na temperatura errada o vinho passa a impressão incorreta. Um vinho tinto frio não apresenta todas as notas no nariz e na boca e fica fechado, o vinho branco acima da temperatura parece um caldo e fica pouco atrativo de se beber, no final os vinhos brancos trazem esse frescor com a temperatura correta. O vinho que se serve gelado demais pode ser contornado porque na taça irá a aumentar sua temperatura, claro é chato esperar, porém, quente demais não tem chance e fica bem difícil.

Neste final de semana passei junto com alguns amigos pela Expand do shopping Market Place procurando algumas oportunidades. De fato encontrei algumas que falarei em outro momento, porém, durante minha visita o Arthur nos serviu um vinho branco Italiano no ponto certo de temperatura que de cara nos surpreendeu ao ponto de querer escrever algo sobre o tema. Do vinho só posso falar que é bem refrescante e sem muitas pretensões, mas de novo, se não fosse porque serviram ele na temperatura certa, teria passado – e de longe – da minha atenção.

É tão importante servir um vinho na temperatura certa que até um vinho sem pretensões dará o melhor de si se é servido na temperatura e na taça correta. Vocês podem perceber que vendem infinidades de acessórios com o intuito de nos ajudar neste quesito. Eu já tive diversas experiências de serviço errado e posso falar que não importa aquilo que o produtor fez no campo, o enólogo no vinho, o importador, distribuidor e lojista se no final das contas quem serve o vinho o apresenta na temperatura errada. O vinho é uma obra-prima coletiva! Só recomendo que neste verão invistam um tempo adequado gelando bem seus vinhos assim poderão desfruta-los plenamente. Se tiver dúvidas, no contra rótulo tem as recomendações do produtor. É só consultar e seguir os conselhos.

Vale a pena lembrar que falamos da temperatura de serviço, isso porque também tem para os entusiastas a temperatura de guarda que será tema de outro post. Se tiver algum comentário ou experiência compartilhe-a conosco deixando seu comentário.


Tin-tin

Edição: Evandro Silva / Francisco Stredel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.