A enogastronomia nas festas de final de ano (Por Fátima Santoro)

Só de pensar no Natal já dá água na boca, pois a primeira coisa que vem à cabeça é a diversidade de comidinhas e guloseimas da ceia, e se sobra vira parte do almoço do feriado, e por aí vai, já entramos no clima!

Vamos imaginar uma mesa cheia para começar. Com os aperitivos a gente abre logo um vinho espumante e vai recebendo a família e os amigos. Os espumantes nacionais são maravilhosos e de excelente qualidade, como o Art Brut simples mas muito bem elaborado, tanto que costuma agradar os paladares e surpreender pelo preço, e o 130 (sim, o nome é 130) de características marcantes como sua perlage exuberante, rico em aromas e na boca seu sabor se estende, para quem prefere um espumante com uma acidez mais acentuada têm os Champagnes (que podem variar de R$ 200,00 a R$ 1.500,00 como é o caso da famosa Cristal).

Bom, a família está reunida e vamos comer um Tender tradicional à Califórnia que fica muito bem acompanhado com vinho branco da uva Gewurztraminer ou até mesmo um Riesling meio-seco. Nosso prato seguinte é o delicioso bacalhau que vai muito bem com um vinho branco português de origem alentejana, ou um vinho brasileiro muito gastronômico Gran Reserva da uva Chardonnay.

Para o famoso peru de Natal caprichadíssimo, assado por 4 horas, marinado a noite toda num molho divino, vamos nos deliciar com alguns vinhos tintos como o italiano Primitivo di Manduria, um espanhol Gran Reserva da Rioja, um português do Ribatejo ou do Douro, e até mesmo um francês Chateauneuf-du-Pape. Natal é uma vez por ano, por isso nada melhor do que caprichar em todos os detalhes e escolher bons vinhos. Para a sobremesa temos diversos doces que foram preparados com muito carinho então teremos alguns vinhos de colheita tardia, os Late Harvest e um Tokaj húngaro. Em seguida, para acompanhar alguns queijos e em especial os blue cheese, vamos nos deliciar com um Sauternes (região típica do sudeste de Bordeaux) ou um Loupiac (em frente a Sauternes). Ah, e depois do cafezinho vem um ótimo vinho do Porto para bebericarmos na sala confortando nosso estômago, e de preferência olhando as crianças felizes com a troca de presentes.

Mas em meio a tantos vinhos, qual escolher afinal? Simples: aquele que você mais gosta é o melhor vinho! O grande segredo do vinho é esse: o vinho não tem segredos, é simples e sofisticado ao mesmo tempo, agrada a todos por ser universal e milenar, uma bebida diferenciada de qualquer outra, para todos os gostos e bolsos.
Dicas da Portal dos Vinhos – loja especializada em vinhos e conhecimentos, no Morumbi.

Fátima Santoro.

Matéria escrita para Revista da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas

tin-tin

Edição: Evandro Silva / Francisco Stredel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.