Bettú 2001, você já provou?

Caros leitores, esta é mais uma das raridades que encontramos neste mundo do vinho. Na região do Vale dos Vinhedos há um produtor dentre outros que produz o seu vinho como um artesão. É aquele produtor de garagem, que faz seus vinhos como se fosse uma obra de arte, este é o senhor Vilmar Bettú. Conhecido pelas pessoas que “vivem o vinho” e um tanto desconhecido do consumidor. Vinhos raros e infelizmente difícil de encontrar. Com preços que podem chegar à casa dos R$400,00, mas também tem vinhos abaixo dos R$100,00. Eu sinceramente já ouvi falar, mas nunca procurei saber mais. Quando menos esperava me surgi a oportunidade de conhecer seu produto. Convidado pelo Emilio da Portal dos Vinhos, num final de sábado passei na sua loja e lá estava o vinho decantando 4 horas. Chamado apenas de Bettú Bordalês C safra 2001. Um rótulo muito bonito, uma folha de uva com o nome do produtor escrito e um contra-rótulo escrito à mão muito bonito também. Coloquei um pouco do vinho na taça e já me impressionei com a cor, um vermelho rubi brilhante. No nariz um frutado com um forte licor de cassis. Já na boca novo, trazia um pouco de especiarias. Um vinho bem interessante que vale a pena provar. Pena que desta são produzidas apenas 540 garrafas, o que torna este vinho uma relíquia. Sabe, são estas coisas que nos fazem apaixonar ainda mais pelo vinho. Um produtor que coloca numa garrafa, todo o seu amor, sua história e faz de tudo isso uma obra de arte. Pena que estive por duas vezes em Bento Gonçalves e não sabia.

tin-tin

Edição: Evandro Silva / Francisco Stredel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.