O amor é vinho! Ops… O amor é lindo! (por Fátima Santoro)

O vinho é um ser com cerca de 8.000 a 10.000 anos. Como dá para imaginar, durante esses milênios todos aconteceram várias historias de amor e o vinho acompanhou muitas delas. No mês passado fui a um casamento, cuja história de amor do casal também começou por causa de um vinho (o espumante brasileiro 130 anos da Casa Valduga, que é excelente!!!), e a festa foi regada a 130, para a alegria de todos.

Fazer programa a dois é indescritivelmente prazeroso, assim com o vinho. Existem alguns filmes que eu adoro, mas dois deles em especial, pois além do lado duplamente romântico (o amor entre um homem e uma mulher, e o amor ao vinho) assisti-los com “o amor” ao lado e uma taça de vinho na mão vai deixar uma boa lembrança para sempre. Estes filmes, que tem o vinho como protagonista, são: “Um bom ano” (“A Good Year” no elenco o estreladíssimo Russell Crowe), e “Andando nas nuvens” (“Walk in the clowds” – com o enófilo de verdade Keanu Reeves).

O dia dos namorados está aí.. que tal bebemorar com amor? Bebemorar um amor jovem, bebemorar um amor maduro, bebemorar um amor tânico… daqueles de longevidade! Este ano, o dia dos namorados é comemorado num sábado, ótimo para um jantar romântico sem se preocupar onde vai terminar. A mise en scène pode conter um vinho rosé para começar. Os rosés de Provence, ao sul da França, são cheios de personalidade, apresentam uma sensualidade no seu visual e elegância no paladar. Uma excelente opção é o Château de l’Escarelle feito com as uvas Grenache, Cinsault e Syrah, e a região demarcada deste vinho é a A.O.C. Coteaux Varois. Os vinhedos deste Château fazem parte da belíssima paisagem de campos de lavanda de Provence, e perto dos pinhos e carvalhos das regiões onde se extraem as tão raras e famosas trufas. A principal característica destes vinhos desta região é extrair o máximo de aromas e sabor com o mínimo de cor.

Continuando o nosso roteiro romântico, vamos pensar em algo bem aconchegante, e um Fondue acompanhado de um vinho chileno da uva Carmenère (Orzada Carmenère, Viña Sutil Special Reserva, San José de Apalta Reserva), ou então outra comidinha bem especial a dois é a Raclette, que pode ser harmonizada com um bom vinho da Borgonha, com a sua uva geniosa e adorável Pinot Noir. Nesta região existem vários produtores com ótimos vinhos, como Albert Bichot Bourgogne Vieilles Vignes, Bourgogne Pinot Noir Reserve de Pierre André, ou então ousar com um Pinot Noir da Califórnia como Torres Miramar Estate.

A melhor parte é a sobremesa. Prepare os morangos… e para mantermos a qualidade apresentada até agora, podemos terminar com um Sauternes como o Thomas Barton Réserve, feito com as uvas Sémillon e Sauvignon Blanc. Estes vinhos, Sauternes, geralmente são mais caros mas este indicado é apresentado em garrafa de 750ml enquanto que a maioria dos Sauternes vêm em garrafas de 500ml, isto o torna um excelente custo x benefício visto que também tem um preço mais em conta que os outros. Mas não é a única indicação não. Existe um vinho que é tido como um excelente afrodisíaco, que é o Vinho do Porto Branco. Mas como estamos falando de sobremesa, depois destes vinhos todos, a criatividade do casal vai estar tão aflorada que eu nem sugiro mais nada, deixo por conta e felicidade de cada um!!!

Termino desejando a todos um maravilhoso dia dos namorados e citando Eurípedes: “Onde o vinho falta não há lugar para o amor”.

Saúde!

Fátima Santoro

Matéria publicada no jornal Bairro News, Morumbi

tin-tin

Edição: Evandro Silva / Francisco Stredel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s