Diário de Bordo França – Voltando para casa com a esperança de receber os vinhos…

Primeiramente desculpe o atraso na publicação deste post. Por diversas razões, o post da volta acabou por sair bem depois da minha chegada.
Tudo começou no sábado 25/06, onde sai de Marselha em direção à Lisboa. Em terras lusitanas tinha que buscar uma caixa de vinho que deixei lá desde o ano passado. Resumindo, peguei a caixa, ainda aproveitei para jantar ao som de fado no Senhor Vinho (http://www.srvinho.com/). Aliás um lugar que eu recomendo! O preço não é lá dos mais baratos, por exemplo um bacalhau da casa sai por 25 euros o prato individual.
Já no dia seguinte dá-se inicio a Via Crucis para chegar ao Brasil. Cheguei no aeroporto com mais de 2 horas de antecedência e passagem comprada há mais de 3 meses. Já por este contexto, pode-se pensar o que vem pela frente.
No check-in fui informado que o vôo estava cheio (overbooking) e que no embarque diriam qual seria o meu assento. Começou o embarque, entra um, entra dois, entra a boiada e eu não entro. Por fim, vôo lotado, muitos passageiros sem poder ir e fila no balcão da companhia para ver o que iriam fazer. Todos foram mandados para um hotel, indenizados e com a promessa de voar no dia seguinte. Vou confessar uma coisa, este atraso só serviu para me fazer conhecer um lugar muito bonito em Lisboa, a Expo 98.
No dia seguinte, segunda-feira 27/06 saí com atraso de 1 hora o vôo de volta para o Brasil.  Atraso justificado pelo piloto como um problema nas bagagens…
De volta a nossa pátria amada, depois de uma hora de atraso, constatei de que uma mala não veio e adivinhe a qual? A mala que tinha os vinhos. É sempre assim, estas coisas são escolhidas a dedo.
Bom, depois de penar por mais de 1 hora na fila para reclamar a bagagem, fui para casa de cabeça baixa e desanimado. Todo o trabalho de ter que sair do percurso e ir a Portugal buscar os vinhos teria ido por água abaixo. Passei um dia de angústia, não conseguia falar com ninguém na companhia aérea para ter alguma informação sobre o paradeiro da mala.

No inicio da noite a minha angústia chegou ao fim, a mala foi entregue em casa e o mais importante, os vinhos.
Ufa, esta foi por pouco!

 

tin-tin

 

Edição: Evandro Silva / Francisco Stredel

 

 

3 comentários sobre “Diário de Bordo França – Voltando para casa com a esperança de receber os vinhos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.